26/02/2007

Novo Testamento

Como é que o documento da antiguidade do qual temos mais manuscritos (cópias) e cujo intervalo de tempo entre cópias e originais é o menor, acaba por ser o mais contestado, atacado e desacreditado de todos?! Dá que pensar, não é?

Sem comentários:

Enviar um comentário